No início do século XX, Vilfredo Pareto observou que a maior parte da riqueza italiana estava nas mãos de uma pequena parte da população e evoluiu esta observação para um modelo matemático que explica que 80% das consequências vêm de 20% das causas. Desde então, esta relação tem sido observada em campos diferentes. Há, inclusivamente, quem diga que 80% do nosso trabalho é feito durante 20% do tempo que lhe dedicamos.

Aplicando esta regra ao nosso domínio, observamos, por exemplo, que 20% das funcionalidades das nossas aplicações geram 80% dos resultados. Portanto, 80% do nosso esforço deve ser canalizado para esses 20% das funcionalidades. 

Alguns sites têm esta regra em consideração para organizar as suas interfaces. Agrupar 20% das opções mais populares e destacá-las numa lista de várias pode ajudar o utilizador, escolher os defaults de entre as 20% das opções mais populares também, etc.

Por outro lado, do ponto de vista estratégico, é interessante que uma v, pelo que vale a pena investir nessas poucas fontes (hoje em dia, tipicamente essas fontes são o Google e as redes sociais).

Esta regra explica uma outra lei, sobre a qual falaremos na semana que vem, a super-científica Lei do Menor Esforço.

Maura Bouça, UX Designer

Comment