Como foi já falado nesta newsletter, na semana foram feitos uma série da anúncios na conferência anual do Google.  

Entre estes insere-se uma nova corrente na área do design  — o design material, que traz consigo 9 mandamentos para o mundo web:

1. Material is the Metaphor

Com esta metáfora pretende-se trazer realidades do mundo "físico" para o design web — a noção de espaço, de peso, de movimento, de tacto. É nestes conceitos que se baseiam os princípios do Material Design.

2. Tangible Surfaces

Ao ir buscar inspiração a superfícies que todos nós conhecemos (como a folha de papel), são projectados para o digital atributos que se baseiam nas nossas experiências com a realidade, tornando a experiência de utilização mais natural, intuitiva e confortável.

3. Dimensionality affords interaction

Utilizar a noção de superfície, luz e sombras para melhor combinar objectos e dar-lhes significado e intenção.

4. One adaptive design

Um design que é feito à medida para cada plataforma, organizando o espaço e as interações. Ao mesmo tempo que se adaptam as formas é preciso manter a coerência de ícones, cores, fontes e relações espaciais. Um projecto deve ter uma aspecto visual global que se adapta nas suas diversas versões.

5. Bold and intentional

O conteúdo é gráfico, arrojado e intencional. Usar as variantes gráficas para criar hierarquias: a escola de cores, da tipografia e do seu tamanho e variação, a combinação de imagens e o espaço branco — tudo é importante.

6.  Emphasize actions.

Destacar intencionalmente ações que se pretende que o utilizador tome trabalhando cores, superfícies e iconografia para tornar o reconhecimento e utilização mais intuitiva.

7. User-initiated change

Garantir que o utilizador tem a percepção de que interagiu com a plataforma. As animações podem (e devem) ser desencadeadas pelas ações inciadas pelo utilizador.

8. Animation Coreography

As animações (algo a que o material design dá muita importância) devem ser pensadas para que se enquadrem naturalmente no espaço onde acontecem.

9. Meaningful motion

Mais uma vez focado nas animações, mostra-nos que o movimento sugere significado, podendo ser utilizado para captar o foco e a atenção.

Isto é o Material Design. 

E com ele surge uma nova série de artigos da equipa de UX. Ao longo das próximas semanas (intercalado com a série "Os princípios pelos quais nos regemos" ) vamos descortinar os princípios do material design e tentar perceber até que ponto eles podem influenciar os nossos trabalhos aqui na Wingman.

Sofia Carvalho, UX Designer

Comment