Os guiões têm uma fonte-padrão?


Boa pergunta, caro leitor. A resposta é sim e até tem uma lógica associada.

Os guiões são escritos em Courier, tamanho 12 (ou variações da mesma fonte: Courier New e Courier Final Draft, por exemplo). Assim é porque remete para o passado: trata-se de uma fonte semelhante ao resultado de um trabalho passado numa máquina de escrever. Mas também – e sobretudo – porque é uma fonte cujos caracteres ocupam todos a mesma largura de espaço. Como cada página de um guião está projetada para representar cerca de um minuto de filme,  a consistência entre o espaçamento dos caracteres é importante. Ainda assim, este aspeto não é fácil de apurar: uma página composta sobretudo por didascálias (indicações cénicas de ação), em teoria durará menos tempo do que uma página de diálogos.

 Certos guionistas, como os irmãos Coen,  não escrevem em Courier. Enquanto criadores de topo que escrevem, realizam e produzem os seus próprios trabalhos, dão-se ao luxo de poder escrever como querem. Neste patamar, sugiro que ainda não lhes siga o exemplo. 

Celso Moura, Community Manager

Comment