Numa altura em que está quase a fazer 1 ano desde o falecimento de Syd Field, gostaria de vos falar um pouco deste guru do screenwriting.

A maior contribuição de Syd Field para o cinema comercial foi a criação de uma estrutura de três atos para uma história. O Paradigma, como ficou conhecido entre os profissionais do setor, definiu 90 páginas como a extensão ideal de um guião para uma longa metragem (= 90 minutos, ou seja, 1h30m). Apesar de importante, esta estrutura nunca deixou de ser alvo de críticas: muitos escritores consideram-na demasiado simples e rígida.

Segundo o Paradigma, uma história é divida em Apresentação, Confronto e Resolução. O 1º ato apresenta-nos, durante cerca de 30 minutos, o protagonista e respetivo(s) objetivo(s).  O 2º ato apresenta o desenvolvimento da história até ao turning point que permite a entrada do 3º ato e ao desenlace dos últimos 30 minutos do filme.

Celso Moura, Community Manager

 

Comment