No decorrer de 2014, o número global de utilizadores de dispositivos móveis superou a utilização de computadores. 

Este uso crescente de smartphones resultou no aumento da utilização massiva de apps. Para as marcas, esta passou a ser uma poderosa ferramenta de marketing, já que fornece um perfil cada vez mais personalizado e atualizado de quem as usa.

O tempo gasto em aplicações é superior a 30 horas para utilizadores entre os 18 e os 44 anos. Num estudo realizado pela Nielsen, podemos também verificar que os utilizadores navegam em cerca de 30 apps.

Sempre atento à importância da utilização mobile, o Twitter (cuja utilização é superior a 80% nos dispositivos móveis), lançou novas funcionalidades com destaque para:

1) Segmentação por operador móvel — facilitando campanhas de fidelização e cross-selling;

2) Segmentação por utilizador de novo dispositivo móvel — mais direcionado para descarregar novas aplicações.

O desafio é estar no top 30 e responder a critérios de usabilidade, conteúdo e design. Mais que conseguir entrar em casa dos utilizadores, as apps apresentam-lhe em detalhe os gostos, comportamentos e características dos consumidores, todos atualizados a cada clique.

 

David Souto de Assis, Account Director & Executive Producer

Comment