O Projeto Aura é uma tentativa de fazer regressar em força o Google Glass. Uma nova equipa e uma enorme vontade de fazer do wearable um sucesso de mercado. Boa sorte, é o que desejamos!

Ainda que o Google Glass tenha sido apresentado como revolucionário, a revolução nunca chegou. E apenas passaram dois anos...Não vos parece que foi há uma década?

Começou em 2013, com os "Glass Explorers" e quando passou a ser comercializado, já tinha perdido todo o interesse e o preço continuava nos 1.500 dólares. Curiosamente, numa altura em que a plataforma Android Wear para smartwatches era anunciada — uma moda que parece estar para ficar, sobretudo com a Apple como concorrente. 

De regresso ao Google Glass: a equipa que vai agarrar no projeto terá de nos surpreender. E muito! Caso contrário estaremos na presença de mais um fracasso. O produto terá de ser repensado, mas a tarefa não será fácil pois estará entre outras duas revoluções-que-nunca-chegam: a realidade virtual e aumentada.

A realidade virtual está no lento caminho de substituir as consolas de jogos e o home-cinema. Já a realidade aumentada, que nos promete a Hololens, pode ser um duro concorrente do Google Glass. 

Importa referir ainda que a Hololens da Microsoft e o Google Glass não são o mesmo, como alguns vaticinam: tratam-se de mundos distintos, desenhados e pensados para atuarem em diferentes realidades.

Mas, no futuro, vais comprar uns óculos que tiram fotos e mostram notificações, ou um Hololens que vai fazer coisas como isto? Ou isto?

Guillem Peiró, UX Designer

Comment