O Apple Watch vai chegar ao mercado, de acordo com as expetativas de Tim Cook, em abril. A previsão foi partilhada pelo diretor executivo durante a conferência com os investidores, após a revelação dos resultados do último trimestre do ano. 

"A criatividade e a inovação de software em torno do Apple Watch é incrivelmente excitante", disse o CEO, citado pela imprensa internacional. Ainda na mesma conferência Tim Cook deu a entender que abril sempre foi o mês planeado para o lançamento do equipamento e que, na sua perspetiva, bate certo com a janela de tempo inicialmente anunciada de «início do próximo ano»". 

A Apple revelou em Setembro o seu primeiro relógio inteligente, o Apple Watch (e não iWatch, como esperado por muitos). 

Apesar de precisar sempre de uma ligação bluetooth ao iPhone, o que poderá limitar as vendas do Apple Watch, terá um sem número de funcionalidades e integrações com as mais variadas apps. 

Além das características habituais nestes produtos, como a receção de mensagens de notificação, a medição dos batimentos cardíacos, o controlo do leitor de música e do vídeo no telemóvel, foram introduzidas funções curiosas. Por exemplo, o relógio é capaz de analisar mensagens de texto recebidas e de propor respostas adequadas. Em alternativa, pode ditar-se o texto por comando de voz. O relógio é compatível com o serviço de pagamento digital introduzido pela Apple. O ApplePay permite que o utilizador use o iPhone, bem como o relógio para fazer pagamentos por NFC (Near Field Communication). Os detalhes do cartão de crédito são armazenados em plataformas Apple, o que dispensa a apresentação do mesmo.

O carregamento da bateria ocorre por indução, ou seja, basta colocá-lo sobre um carregador dedicado, sem a necessidade de cabos. Além disso, evita ligações exteriores mais sujeitas à entrada de água e pó. 

Nós estamos super-curiosos para experimentá-lo, e vocês?

Pedro Lucena, Project Manager

Comment