Antes de fazer, pensar!


Iniciar a discussão de uma campanha pela premissa: “Vamos fazer online” é quanto a mim um risco desnecessário para qualquer marketeer. O ponto de partida para qualquer solução deve ser o problema que se pretende resolver e não o meio a utilizar para o fazer. Os meios onde comunicar deveriam ser uma consequência e não uma premissa para a campanha.

Quando se pretende resolver o problema, a pergunta a fazer é “Quem me poderá ajudar a pensar?”. Dividir entre agência tradicional e digital significa posicionar um possível fornecedor como incompleto. Pensar numa solução deve invariavelmente contemplar a análise dos principais indicadores de negócio, conhecer bem as vantagens competitivas e dominar comportamentos e perfis dos clientes. Após esta fase inicial de análise do problema, concorrência, mercado, pontos fortes e oportunidades surgirá uma estratégia que ditará os meios onde veicular a mensagem conforme o público com quem se pretende falar.

Tradicional ou digital? Que faça sentido por favor.

David Souto de Assis, Account Director & Executive Producer

Comment