A Internet é um simulacro da vida.

Aparentemente profunda e simultaneamente vazia, esta frase dá para o que quisermos. Eu cá acredito numa luta entre o bem e o mal. A internet, na sua imensa balbúrdia de humores e tendências, é hoje um dos mais importantes campos de batalha. E as batalhas também se ganham com a criatividade.

Em resposta a uma lei aprovada esta semana pelo governador do estado do Indiana, que permite a patrões e empresários discriminar cidadãos LGBT com base na “liberdade religiosa”, o site oficial de turismo de Indianapolis coloriu a homepage e as páginas nas redes sociais. Para fazer saber que todos são bem-vindos.

No Kansas, um grupo religioso especializado em bullying homofóbico está a ser combatido pelo projecto online God Loves Gay People, associado à presença divina no Facebook. Como resultado do crowdfunding, já foi possível erguer um cartaz  em plena cidade de Topeka e há planos para continuar a espalhar a humanidade noutras paragens.

Felizmente, há muitos bons exemplos e outras boas causas. Continuarei a sublinhá-los.

 

Joana Ribeiro, Copywriter

Comment