Se 2015 foi o ano em que o Facebook Messenger atingiu uns impressionantes 800 milhões de utilizadores por mês, e introduziu uma catrefada de novidades, 2016 tem tudo para ser o ano em que explode enquanto plataforma. 

Mas o Messenger não é uma plataforma desde março de 2015? É! No entanto, o que isto nos trouxe até agora pode ser resumido a gifs e poucos mais. 

Tudo mudou no passado mês de dezembro quando o Facebook anunciou uma integração com a UBER.

Fonte: Facebook newsroom

Fonte: Facebook newsroom

A juntar-se a este primeiro vislumbre do que 2016 nos pode reservar, temos o anúncio da existência de um Chat SDK secreto, noticiado pelo site TechCrunch na passada semana. Que raio é isto? Ora bem, este SDK permite que terceiros criem bots com os quais conseguimos comunicar através de mensagens de texto (quem conhece a plataforma Slack está familiarizado com a mecânica).

Que giro! Mas, e agora?

De forma resumida, dentro de alguns meses poderemos dar por nós a chamar um UBER, encomendar uma pizza, comprar bilhetes para o derby ou até a procurar ideias para uma prenda de anos, usando apenas uma aplicação: o Messenger. 

Se ficaram com curiosidade em perceber por que é assim tão bom dizermos que o Messenger é uma plataforma, podem ler este texto.

Se quiserem ficar a saber como o próprio Facebook descreve aquilo que pretende para o Messenger em 2016, podem ler isto.

Se não sabem o que é um bot, podem consultar este artigo do The Verge.

Miguel Coutinho, Strategist

Comment