É urgente: precisamos de conteúdo!


Leiam o título deste artigo em voz alta. Caso seja possível, utilizem um tom dramático. Finjam que estão a pedir intervenção divina. Acreditem, é urgente: precisamos de conteúdo!

Façamos um exercício de regresso ao passado. Lembram-se do Domingo Desportivo? Falava-se de futebol. De desporto, aliás. Ficávamos a saber tudo o que se passava à nossa volta e, depois, tranquilos, íamos para a cama dormir. No dia seguinte era dia de trabalho. Para alguns. No meu caso era dia de Escola Primária ou Preparatória, não me recordo.

 

Se repararem, o Domingo Desportivo tinha tudo: resumos dos jogos de futebol da 1ª e 2ª divisões, imagens das modalidades amadoras, análise, números e estatísticas. Estávamos na década de 80 e a mais não era obrigado este programa. Hoje não é assim.

Trinta anos depois, o que temos? Discussões clubísticas ferozes, berros, faltas de respeito, repetições de lances polémicos vezes sem conta... muito pouco para promover a indústria.

Hoje, três décadas após esta emissão do Domingo Desportivo, temos plataformas digitais que enriquecem (ainda mais) o desporto. Há muitos e bons exemplos. Vamos à sua procura?

Podemos encontrar coisas simples no Instagram sobre quem realmente faz a diferença na indústria do desporto: jogadores e adeptos que enchem os recintos, estádio e pavilhões. Um raio-x às contas da Premier League e Bundesliga é o suficiente para encontrar boas práticas nesta rede social. Imenso conteúdo e à séria.

Ainda no futebol, agora no Facebook, é possível fazer movimentos simples e mexer com tudo o que envolve a modalidade: valorizá-la, criar empatia, tornar-nos parte — importante — de todo o universo da competição. 

Se a ideia for promover um derby ou um clássico do nosso futebol, aproveitar plataformas como o Youtube e o próprio Facebook é o caminho a seguir. Ou até no Instagram, mas com vídeos curtos. Ora espreitem e vejam lá se não dá vontade de ir ver a bola ao domingo.

Já chega de futebol! Até porque os bons exemplos chegam-nos de todo o lado. A NBA, por exemplo, tem um doutoramento em redes sociais. Vai do Facebook ao Twitter, passando pelo Instagram e Youtube. O conteúdo é diverso e, sobretudo, rico.

Há crianças que são jornalistas:

Momentos divertidos para que todos sintamos que isto é... apenas um jogo e que há espaço para sorrir:

E, claro, como seria de esperar, a promoção do espetáculo. Porque a NBA é isso mesmo: um espetáculo que deve ser exaltado:

Ah! E estatísticas, não é verdade? Curiosidades e números que gostamos de ter sempre na ponta da língua para aquela discussão de café sobre futebol internacional. Se dermos um salto ao Twitter, vamos encontrar uma página que dá pelo nome de Squawka Football. Esta malta dá-nos tudo que precisamos saber nesse capítulo.

Em suma, o que queremos então? Coisas simples: um Domingo Desportivo 2.0 de volta, articulado com todas as redes sociais que possibilitem um melhor e diverso conteúdo. Chegados aí, o espetador/assinante/seguidor estará mais perto da total satisfação. Na sua televisão, portátil, smartphone ou tablet.

Ângelo Delgado, Copywriter

1 Comment