Liberta o foodietógrafo que há em ti!


Quantas vezes olhamos para fotografias de comida apetitosa que, ao primeiro pestanejar, já estamos a comer com os olhos?

Quantas vezes percebemos que o produto que nos é apresentado na foto não é, de facto, o produto que está dentro do pacote? 

Tal como os ilusionistas, por vezes os fotógrafos especializados em food styling recorrem a truques com o objetivo de tornar o produto mais atraente, apetitoso e fácil de fotografar.

Sabiam que muitos dos gelados fotografados são puré de batata instantâneo misturado com açúcar em pó e corante culinário? Porquê? Não derrete, tem a mesma textura, aguenta a luz de estúdio sem alterar a consistência e, principalmente, serve o propósito de parecer um gelado gostoso. Vejam outros exemplos aqui.

O Food Styling é precioso para as marcas no que respeita ao impulso de compra: é o primeiro contacto visual que o consumidor tem com o produto. Uma má fotografia pode arruinar a venda de um determinado produto. Estou a lembrar-me, por exemplo, de dobradinha com feijão branco enlatada. 

A tendência, hoje, são imagens orgânicas, fotografadas com luz natural e ao natural, recorrendo a adereços simples, sem que o produto pareça ter sido alterado em demasia para a fotografia.

Numa altura em que todos somos potenciais food stylists de petisqueiras, restaurantes, ateliers de comida, tabernas e da mesa da cozinha lá de casa, e que temos potentes máquinas fotográficas no bolso das calças que também dão para falar, deixo-vos aqui um pequeno vídeo do David Loftus que vos irá permitir subir um degrau no “foodietógrafo” que há em vós. Se gostaram podem ver aqui todos os vídeos no seu canal de Youtube. 

Também podem passar pelo littleupsidedowncake, uma das minhas referências na fotografia de comida ou pelo o lecuduchef, o meu blog! — porque além de ser designer adoro fotografar e depois comer! :) 

Bon appétit!

Bruno Galrito, Digital Art Director

Comment