Obrigado papel. Um olá do digital


O digital veio para ficar e trouxe o mundo atrelado. Possibilidades infinitas, o conhecimento numa janela, mil e uma apps que prometem cuidar de tudo, até encontrar horários para as nossas atividades. Mas, então, porque se mantém o papel tão perto do nosso coração?

As vantagens do papel

Sou suspeita, assumo. A paixão pelo papel quase que roça o irracional. Eu disse quase, porque basta uma breve pesquisa (obrigada digital) para nos mostrar o rei que o papel é. Menor esforço cognitivo, maior facilidade em memorizar e, acima de tudo, mais emoção. Ler, mexer em papel, faz­-nos bem, relaxa e o nosso cérebro agradece. Mas não se preocupem que não sou eu que digo, é a ciência.

A produtividade tem de ser digital?

Centenas de apps de produtividade. Evernote, Todoist, Omnifocus, Wunderlist e podia ficar aqui o dia inteiro, mas acho que já perceberam a ideia. No entanto, sabem o que é interessante? Que, cada vez mais, estamos a planear em papel. Porquê? São horas em frente a um computador, são noites, são fins de semana e são momentos que perdemos a sonhar em destruir a máquina do diabo.

O digital é fundamental, mas, por vezes, menos é mais. O resultado? Temos tudo na nossa super app de organização, mas não nos apetece abri­-la. Esquecemo-­nos de ver os projetos pendentes e, quando damos por nós, a super app é agora super inútil. Mas calma, que não somos todos iguais! Há quem controle a sua vida com apps e o faça extraordinariamente bem.

Bullet Journal, Filofax e amigos

O papel é flexível, o papel é nosso. Aqui podemos apontar tudo, aquela deadline importante e os coentros que não nos podemos esquecer de comprar. Mas, como não podia deixar de ser, há já sistemas de organização definidos que apelam a quem não quer perder tempo.

O Bullet Journal, um sistema simples e que só requer um caderno, mas que se pode transformar em verdadeiras obras de arte. Minimalista para os práticos, coloridos para os criativos;

O Filofax é mais amigo de quem gosta de ter as coisas por ordem. A primeira agenda nasceu em 1921 e ainda andam por cá;

Amigos sem fim, pois a organização é a desculpa perfeita de um bom procrastinador. Pesquisem por “planners” no amigo mundo digital e vão perceber o que vos digo;

E vocês? Papel ou digital? Preferem um deles ou dividem o amor?

Marisa Fontinha, Copywriter

Comment