O YouTube vai continuar a apostar na audiência mais nova, desta vez com programas produzidos originalmente. Na prática, quer melhorar cada vez mais os programas e vídeos que oferece às crianças. O conteúdo vai ser trazido pelas mãos dos maiores criadores do site e é direccionado a crianças até aos 12 anos.

A estratégia de criar conteúdo original visa aumentar o tráfego, para além do gerado pelos vídeos amadores de atuais utilizadores. Não é surpresa que seja este o caminho a tomar, uma vez que já sabíamos que, para os mais novos, o YouTube é um meio preferido para entretenimento: 81% das crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos usam o YouTube, de acordo com um estudo de mercado sobre o comportamento digital das crianças.

Para poderem aceder aos TV shows produzidos, os visualizadores têm de subscrever o serviço de streaming YouTube Red — um serviço pago, recentemente lançado, que não só possibilita visualizar conteúdo offline e sem anúncios, mas também dá acesso a conteúdo original.

Os programas vão estar disponíveis na app YouTube Kids. Esta aplicação, que existe já há dois anos, foi um dos primeiros passos para captar, ainda mais, a atenção das crianças e mesmo dos próprios pais que, desta forma, têm garantias de que o conteúdo a que os seus filhos são expostos é controlado.

Apesar de outros serviços como a Netflix e a Amazon estarem também a fazer uma forte aposta no género de programação Kids, o YouTube tem uma vantagem face à restante oferta: a vastidão e especificidade de conteúdo disponível, que pode ser escolhido a dedo pelo utilizador, de acordo com o que mais gosta.

A título de curiosidade, alguns dos programas preferidos pelos tykes e tweens (mais sobre a chamada geração Alpha aqui e aqui), incluem desembrulhar de brinquedos ou ovos de chocolate, e ainda vídeo-jogos em tempo real com direito a relato do youtuber que está a jogar.

Inês Esteves, Junior Consultant

Comment