4 tendências emergentes segundo o criador do design Apple   Este é Hartmut Esslinger. E aquilo é um Apple Macintosh, o primeiro computador pessoal de sucesso com interface gráfica e rato, que tive o prazer de usar no início dos anos 90. Inesquecível.   Esslinger  já leva mais de 40 anos a criar coisas com significado, coisas que mudam a forma como as pessoas se relacionam com o mundo. É um designer no sentido mais completo e nobre da palavra - e um visionário que detecta tendências  precocemente e as impulsiona para a vida quotidiana através das suas criações.    Atualmente como professor de design industrial na  Beijing DeTao Masters Academy em Xangai, o fundador da Frog Design continua a pedir aos seus alunos a considerar seu trabalho hoje no contexto de amanhã, lembrando-os que “hoje é o que está pensado há muito tempo”.  Aqui estão as quatro áreas tecnológicas que Esslinger acha que estão maduras para a inovação:     Hardware flexível  Dispositivos mais humanos  Software mais inteligente  Interfaces 3D   Veja o artigo completo na Wired    Paulo Ramos

Este é Hartmut Esslinger. E aquilo é um Apple Macintosh, o primeiro computador pessoal de sucesso com interface gráfica e rato, que tive o prazer de usar no início dos anos 90. Inesquecível.

Esslinger já leva mais de 40 anos a criar coisas com significado, coisas que mudam a forma como as pessoas se relacionam com o mundo. É um designer no sentido mais completo e nobre da palavra - e um visionário que detecta tendências precocemente e as impulsiona para a vida quotidiana através das suas criações.

Atualmente como professor de design industrial na Beijing DeTao Masters Academy em Xangai, o fundador da Frog Design continua a pedir aos seus alunos a considerar seu trabalho hoje no contexto de amanhã, lembrando-os que “hoje é o que está pensado há muito tempo”.

Aqui estão as quatro áreas tecnológicas que Esslinger acha que estão maduras para a inovação: 

Hardware flexível

Dispositivos mais humanos

Software mais inteligente

Interfaces 3D

Veja o artigo completo na Wired

Paulo Ramos

Comment