O tema da Biometria não é novo, mas é com o reconhecimento facial que tem vindo a ganhar destaque. Por efectuar a identificação através das características físicas ou comportamentais de um indivíduo, tem sido implementado pelas empresas que querem aumentar a usabilidade e a segurança dos seus serviços.

É no e-commerce que podemos assistir a sua maior implementação como é o caso do serviço Mastercard Identity check onde os utilizadores efectuam pagamentos através do reconhecimento facial, piscando com os olhos para completar a transação.

Ou o caso do Smiley to Pay da Alipay que permite pagar refeições sem precisar de cartões ou de smartphones, basta sorrir após o reconhecimento. Este último utiliza a tecnologia Face ++ Cognitive Services da chinesa Megvii, que deteta sombras e outros recursos, alcançando um nível de precisão e segurança tão elevado que o torna o sistema imune a fotos ou à falsificação de aparência, protegendo os utilizadores de roubo de identidade.

No entanto, esta tecnologia tem enfrentado bastante controvérsia quanto à privacidade apesar do setor garantir que os “millennials” vão estar mais à vontade por serem mais experimentalistas. Não passa apenas por disponibilizar uma maior usabilidade e a segurança, passa também por permitir efectuar recomendações por estado de espírito, para além dos factores já habituais, criando uma melhor experiência para o utilizador.

Preparado para pagar com um sorriso?

Ana Costa, UX

Comment