De certeza que não imaginava que ia saber (quase) tudo sobre o complexo funcionamento dos neurónios após ter lido este artigo. Caro leitor, é mesmo isto que vai acontecer!

Porque vai clicar no link http://ncase.me/neurons/ e vai ser levado para uma página onde vai poder não só ter uma informação bastante clara sobre este sistema nervoso, mas sobretudo porque vai poder interagir com o mesmo.

Citando a matemática Cathy O’Neil “não pode perceber perfeitamente um modelo se não puder interagir com ele”. Este princípio de interação foi chamado de “Explicações exploráveis” (Explorable Explanations) pelo programador BretVictor.

Parte do principio de que os conteúdos não podem ser só o “receptáculo” de uma informação destinada a ser consumida, mas devem ser o vetor de uma reflexão que leva o leitor a ser ator. Um documento “reativo” deve permitir ao leitor manipular as suposições do autor e ver as consequências. Mas é também um principio de ensino eficiente por ser lúdico.

Portanto, se gostou de perceber com funcionam os seus neurónios, ponha-os agora a trabalhar explorando outras “Explicações exploráveis” no portal dedicado: http://explorabl.es.

Didier Hochart, UX & Strategy

Comment