O google adquiriu há umas semanas atrás a Nest, empresa de termostátos, o que alertou a comunidade para o potencial interesse do gigante em apostar na Internet of Things.

A verdade é que há já alguns meses que a empresa associada ao maior motor de busca da internet tem vindo a adquirir empresas de robótica que facilmente se associam a este trending topic, como noticia o techcrunch.

Este é, portanto, o momento oportuno para falarmos um pouco sobre o que é a Internet of Things, que tanto parece interessar aos responsáveis pelos nossos futuros.

Ora, este conceito define a utilização da internet em atividades do nosso dia-a-dia e em todos os dispositivos - não só os computadores e telemóveis com que estamos habituados a aceder à internet, mas também frigoríficos, carros, carrinhos de compras, etc. A ideia é ligar todos os dispositivos entre si, através da internet, para que possam trocar informação entre si e tornar a nossa vida mais fácil.

Um futuro na direção da Internet of Things será um futuro em que o nosso frigorífico gera automaticamente listas de compras que envia para o nosso telemóvel que, quando estamos num supermercado, nos avisa que produtos é que estavam na lista. Ou, melhor ainda, o frigorífico conseguirá enviar uma encomenda ao supermercado mais próximo dos produtos que faltam ou cuja validade está prestes a expirar…

Pra já, enquanto o futuro ainda está a caminho, podemos aprender mais sobre a Internet of Things.

Pessoalmente, eu estou ansiosa que chegue a era da verdadeira Internet of Things e mal posso esperar para desenhar sistemas e aplicações que fazem dela uma realidade cada vez mais próxima. 

Maura Bouça, UX Designer

Comment